PAISAGENS POTIGUARES

Salinas









No Brasil, o Rio Grande do Norte é o maior produtor nacional, representando cerca de 90% da produção do país, seguido do Rio de Janeiro. Os municípios que mais produzem sal no Rio Grande do Norte são Macau, Areia Branca, Mossoró, Grossos e Galinhos.

As salinas de Mossoró, Areia Branca, Grossos, Macau, Guamaré e Galinhos estão presentes na história do Estado desde o século XVI, quando Pero Coelho de Souza registrou, por meio de cartas geográficas, a existência de áreas produtoras de sal. O Frei Vicente do Salvador, também registrou a ocorrência de salinas na mesma região, dizendo que o sal ali era formado espontaneamente. Quando a maré baixava, as águas ficavam retidas e sua evaporação era provocada pela ação natural do sol e dos ventos fortes. Essas reservas foram exploradas por portugueses e holandeses.

Geden Morris de Jonge foi o primeiro não índio a fazer a extração do cloreto de sódio na costa potiguar.

Na zona salineira, o clima é perfeito para a produção do sal. Tem sol o ano todo, chove pouco, e os ventos fortes e constantes dão um empurrãozinho na evaporação da água do mar.

A extração do sal marinho entrou em expansão e com a grande aceleração na produção no final dos anos 1960, com o crescimento e a modernização do setor.

Cidades: Macau, Areia Branca, Mossoró, Grossos e Galinhos.

Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org
Paisagens Potiguares - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Lagoa de Jacumã